Carne vermelha prejudica à saúde?

A carne sem dúvida é um dos componentes que mais aparecem no prato dos brasileiros. Para muitos é o mais importante. Com seu sabor suculento e um cheiro notável é fica fácil entender porque a carne está tão presente no prato das pessoas mais e mais a cada dia. Mas no Brasil, o consumo de carne é exorbitante. Churrasco e cerveja fazem a cabeça de muitas pessoas que querem curtir aquele fim de semana vendo o jogo com os amigos… Entretanto, o consumo excessivo de carne pode, e provavelmente vai, prejudicar a saúde de quem a ingere sem moderação.

Carne vermelha faz mal para à saúde!?

churrasco

Nos EUA (Estados Unidos da América), foi feita uma pesquisa a partir de um investimento do Instituto Nacional do Câncer a qual foi publicada no Archives of Internal Medicine. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar os dados de 500 mil americanos com idades entre 50 e 71 anos.

Os pesquisadores chegaram a uma conclusão de que o consumo elevado de carne vermelha (cerca de 68 gramas a cada 1.000 calorias ingeridas, que é o equivalente a um bife por dia) proporciona melhores condições para que a pessoa adquira câncer, sendo assim, o risco de morte por câncer e diversas outras doenças cardiovasculares aumentava naqueles indivíduos que consumiam carne demasiadamente. Os pesquisadores ainda chegaram à conclusão que cerca de 1 6% de mortes das mulheres (que fizeram parte da pesquisa) e 11% das mortes em homens (que fizeram parte da pesquisa) seriam adiadas se estes consumissem 9 gramas de carne, ao invés de 68, para cada 1.000 calorias ingeridas. Se somarmos o consumo de carne vermelha ao consumo de carne processada (cachorro quente, pizza, pastel, sanduíche), os números de mortes chegariam em até 20%. O ideal seria o consumo do equivalente à cota de 126 gramas de carne vermelha por semana, que é o equivalente a menos da metade que a OMS (Organização Mundial de Saúde) considera aceitável.

Algumas pessoas alegam que não podem deixar de comer carne, ou mesmo diminuir seu consumo por praticarem alguma atividade física, ou exercitarem demasiadamente seu corpo no trabalho. Isto é puro folclore urbano. Não caia nessa! Se deseja realmente moderar o seu uso de carne vermelha ou extingui-la de nossa alimentação. Recomendamos que pesquise mais sobre o assunto, afinal é de sua saúde que estamos falando.

Para sermos mais objetivo, vamos destacar alguns alimentos que podem, com louvor substituir o valor proteico da carne no seu dia-a-dia sem que seu corpo reclame que não ingeriu proteína suficiente.

Vejamos alguns alimentos que podem ser utilizados para substituir a carne nas refeições diárias:

  • Couve
  • Brócolis
  • Couve-Flor
  • Espinafre
  • Carne de vegetal (de soja)
  • Carne de Galinha e de Peixes.
  • Ovos
  • Laticínios

Agora que já conhece um pouco mais sobre o assunto, é possível avaliar melhor a quantidade de carne vermelha a ingerir da próxima vez que for fazer suas compras de fim do mês ou for a um churrasco no fim de semana.

O mais importante é unir o útil ao agradável, tente evitar sempre que possível a ingestão de carne ou ao menos tente consumir com moderação, os benefícios valem muito a pena, basta apenas alguns pequenos ajustes em sua reeducação alimentar.

Bom apetite!

Comentários

Envie seu comentário