Compra ou adoção responsável de cães

Se você está pensando em adquirir um cãozinho, este artigo serve como um alerta importante.

Por favor, leia com atenção e espalhe por aí.

Não compre cães em Pet shops suspeitos – pequenos, de bairros afastados, etc. – Não compre de gente aleatória vendendo na rua. Não compre de intermediários. Não compre de nenhuma forma que você não tenha acesso aos pais dos filhotes. Além da possibilidade de os pais viverem em situação precária, há a probabilidade da mãe dar a luz a filhotes em condições de stress e medo, o que certamente resulta em cães com distúrbios de comportamento.

Não colabore com canis clandestinos.

Não colabore com canis clandestinos.

Quer comprar um cachorro? Ok. Vá em canis registrados, encham os proprietários de perguntas, peça para ver todos animais, chegue de surpresa, veja o pedigree dos pais para ter certeza que não há cruzamento consanguíneo, peça para ver a ração utilizada e se as vacinas estão em dia.

Não se iluda com a beleza do animal

Desconfie de preços baixos. Canis responsáveis só deixam as cadelinhas cruzarem uma vez ao ano no máximo. É caro manter um canil, então filhotes muito baratos, abaixo do preço de mercado, têm algo muito errado. Para você ter uma ideia, na Espanha, os filhotes de cães que nascem em ambiente caseiro com todo o cuidado e conforto chegam a custar até duas vezes mais que um filhote a venda num Pet shop de luxo. Pagando barato você, além de cooperar com uma grande maldade, ainda corre o grande risco de adquirir um animal doente.

Queira apenas animais dentro do padrão, nada de micro isso ou micro aquilo! Você não tem ideia das barbaridades que estão por trás desses novos “tamanhos” de cães.

Pesquise muito antes,  para não ser enganado. Existem SIM canis responsáveis mas cabe a você alimentar o comércio de bandidos exploradores ou adquirir um animal saudável que os pais possuam qualidade de vida.

como-e-um-canil

Se puder, adote!

adotar-umcachorroSe você quer um animal de uma raça específica, seu desejo deve ser respeitado – eu mesma tenho dois malteses.  MAS pelo menos ajude um vira-latas, tente colaborar financeiramente em castrações de animais de rua. Afinal, se você pode comprar um animal caro e de “raça”,  pode dar uma forcinha para ONG’s e grupos de protetores.

 

Importante 1) JAMAIS adquira um cão por impulso, só porque é “bonitinho”.

Importante 2) Animal não é brinquedo. É um ser vivo como eu e você, que sente dor, frio, fome, tristeza…

Importante 3) Ao adquirir um cachorro não se esqueça que ele viverá pelo menos quatorze anos – e que ele espera vivê-los ao seu lado.

Importante 4) Um animal de estimação dá tanta despesa quanto uma criança. Só adquira um bichinho se tiver condições financeiras de proporcionar uma vida digna e saudável a ele.

Importante 5) Se você quer um cão que não late, que não faça cocô e nem xixi, que não mastigue os pés do seu lindo sofá e que não estrague os seus sapatos caros, COMPRE UM CACHORRO DE PELÚCIA.

Lembre-se: Você tem o seu trabalho, seus amigos, seu notebook, seu tablet, seu smartphone, etc. Seu cachorro só tem você.

Bom senso e responsabilidade SEMPRE!

Escrito em parceria com a página “Donna, Luke e Amigos” do Facebook.

Comentários

Envie seu comentário