Quais são os sintomas do Zika Vírus, Chikungunya e Dengue?

Só mesmo um diagnostico médico conclui exatamente se uma pessoa contraiu o vírus da Dengue, Zika Vírus ou Chikungunya, os sintomas dos mesmos são parecidos, no entanto, há diferentes sintomas entre os três que define o diagnostico correto. Confira abaixo uma tabela que esclarece as diferenças entre as três doenças, para que você possa saber de antemão a diferença dos sintomas entre o Zika Vírus, Chikungunya e a Dengue. Lembrando que o indivíduo que apresenta tais sintomas, deve procurar imediatamente um atendimento médico para dar inicio a um tratamento adequado acompanhado por especialistas.

A transmissão das três doenças se dá pela mesma espécie de inseto, através da picada do mosquito Aedes aegypti e também por outro semelhante mosquito, o Aedes albopictus, que transmite especificamente a Zika e a febre Chikungunya.

Entenda a diferença entre zika, dengue e chikungunya

A tabela abaixo mostra as principais diferenças entre a dengue, a chicungunha e a Zika:

diferença de sintomas entre dengue Zika Vírus ou Chikungunya

O diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Claudio Maierovitch, esclarece os diferentes sintomas da doença, assista:

Assista essa matéria exibida pela TVNBR, que explica de forma resumida a diferença entre as três viroses.

Se você se encontra com alguns destes sintomas, procure imediatamente um atendimento médico. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais chances de uma recuperação total da doença. Se não tratado, pode ocorrer complicações irreversíveis para a saúde.

Sabemos que os Hospitais da rede pública e particulares estão ultimamente lotados devido ao surto de transmissões do mosquito Aedes e seus variantes, mas o Ministério da Saúde e Médicos envolvidos estão tratando com bastante atenção a estes sintomas.

O tratamento das três doenças, se descoberto rapidamente, é simples. Requer repouso, ingestão de líquidos e remédios que aliviem os sintomas desagradáveis.

6 sintomas de gravidez nas primeiras semanas

Os testes de gravidez costuma dar um resultado seguro apenas depois de uma menstruação atrasada. Mas se você suspeita que está gravida e está ansiosa para saber a verdade, confira neste artigo os principais sintomas de gravidez em seus primeiros dias. Embora existam sinais inconfundíveis, abaixo você vai conhecer com mais detalhes de quais e como são os primeiros indícios de gestação que pode indicar que você está gravida mesmo antes de atrasos menstruais.

Sintomas de gravidez nos primeiros dias

primeiros-sinais-de-gravidez

Mudanças na apareceria e sensibilidade nos seios

O primeiro sinal de uma gravidez se manifesta rapidamente no seios, desde o inicio podem surgir umas pequeninas berruguinhas ao redor do mamilo, que antes não acostumavam aparecer. Os seios também se tornam mais sensíveis e logo começam a aumentar e escurecer a aréola.

Leve sangramento

Outro fator que indica gravidez é que você pode ter um leve sangramento vaginal entre sete a dez dias após a possível fecundação. Ao contrário de sangramento convencional da menstruação, neste caso o liquido vem apenas em algumas gotas de cor rosa claro ou marrom claro, o que pode seguir durante dois dias. Não se preocupe, esse pequeno sangramento é dado pela implantação do óvulo no colo do útero.  

Mal-estar

Nas primeiras semanas os sintomas de gravidez podem te fazer sentir um leve mal-estar, não necessariamente sensações de estar enferma mas sim uma sensação de debilidade e que há algo diferente seria como sentir o inicio de um resfriado ou muito cansada. Essa situação é dada pela mudança da temperatura basal (temperatura do corpo em descanso “como quando acordamos pela manha) também pela alteração cardíaca e pressão arterial.

Sentido do olfato sensível

Outro sinal é sensibilidade do olfato, a mulher gravida pode sentir intensamente odores que antes não percebia o que pode causar rechaço de aromas que antes não a incomodava. A  visão é outro sentido que pode notar uma leve alteração, a mulher pode ter sensações que sua visão não está como antes.

Fadiga

Outro fator comum entre quase todas as mulheres é a interminável sensação de cansaço, esse sintoma surge desde os primeiros dias de gestação. É um sintoma bastante normal, já que o corpo da mulher está gastando mais energia para dar suporte a todo o processo de gestação.

Náuseas e enjôos

Já as náuseas não são os primeiros sintomas, estas surgem normalmente no final do primeiro mês. No entanto algumas mulheres podem sentir mal-estar e náuseas desde os primeiros dias.

Sinais e Sintomas de “Água no Joelho”

Os principais sinais e sintomas da sinovite popularmente conhecida como“água no joelho” é a inflamação que causa inchaço, dor, vermelhidão e calor nos joelhos provenientes de um acumulo excessivo de fluido sinovial nas articulações. Seu tratamento pode ser feito com fisioterapia, repouso, medicamentos e dependendo do caso, cirurgia.

O fluido sinovial está presente na maioria das articulações do corpo, sendo habitual em até em uma certa quantidade de liquido. Sua função mais importante é a de manter as articulações meramente lubrificadas, evitando, assim, fricção excessiva entre as diferentes extremidades ósseas.

Quais são as causas de “água no joelho”?

sintomas da sinoviteO que acontece é que diante um traumatismo como (pancadas, torções etc.) ou esforço repetitivo, o mecanismo normal de produção e absorção do fluido sinovial passa a ser mais abundante e  geralmente não é suficientemente reabsorvido naturalmente. Sendo assim o fluido se acumula entre os espaços das articulações. A quantidade de líquido excessiva nas juntas faz com que as mesmas se separem de suas posições normais. Além dos sinais visíveis como o inchaço o paciente pode sentir uma sensação de instabilidade.

Assim como os atletas profissionais ou amadores são os que mais sofrem de “agua no joelho” qualquer outra pessoa pode sofrer do mesmo se ocasionado por uma queda ou golpe.

Agua no joelho, como tratar?

O tratamento da sinovite vai depender da gravidade e de sua causa. Para diagnosticar melhor, o médico pode retirar uma amostra da “água” no seu joelho utilizando uma seringa com agulha apropriadas para isso e examiná-la em laboratório.

O tratamento em si é dado com receitas medicas de antiinflamatórios, fisioterapia e corticosteróides (oral ou injetável) assim como também repouso e fisioterapia. já em alguns casos o médico pode fazer uma retirada do excesso de líquido intra-articular de corticoides ou de outras medicações de ação local através de uma punção. Nos casos mais graves o paciente será submetido a uma cirurgia, chamada de artroscopia.

Sintomas de Algumas Doenças Comuns na Infância

As mães de primeira viagem sempre ficam perdidas e sempre buscam informações sobre como proteger seus filhos de algumas doenças comuns na infância da melhor maneira e realmente é muito importante estarem atentas com as doenças que as crianças estão sujeitas a adquirir. Por isso vamos falar um pouco sobre como identificar os sintomas que essas doenças trazem para que consiga tratá-las rapidamente com o auxílio de um médico, assim conseguirá deixar seu filho saudável novamente em pouco tempo.

Doenças Comuns na Infância

mamae-e-bebe

Foto divulgação: Fique Atento aos Sintomas de Algumas Doenças Comuns na Infância

– Gripes e Resfriados: Todos podemos adquirir um resfriado mas na infância isso é ainda mais comum já que o corpo da criança ainda está aprendendo a se defender, acaba sendo mais freqüente em crianças que freqüentam as creches e berçários. Quando a criança está adquirindo um resfriado ela começa a sofrer com a falta de apetite, com a coriza e em casos de gripes mais fortes a criança começa a ter febre em 1 ou 3 dias. Quando a garganta e os ouvidos inflamam é preciso ter um cuidado maior principalmente se as febres forem altas, não hesite em procurar pela ajuda de um médico pediatra.

– Gastroenterite: Esse é o nome dado a inflamação que atinge o estômago e o intestino, pode ser causada pelos alimentos que foram contaminados com bactérias ou por toxinas. Essa intoxicação alimentar pode causar a falta de apetite, vômitos, náuseas, cólicas, diarréias e desconfortos abdominais.

– Amigdalite: Basicamente é uma inflamação da garganta que pode se desenvolver em crianças. A Amigdalite causa febre alta, dores no ouvido, dores musculares, dores de cabeça, falta de apetite, vômitos, náuseas, dores no pescoço, dores na garganta e vermelhidões na garganta. Em alguns casos a garganta pode apresentar pontos de pus e é essência que busque pela ajuda de um médico pediatra para que possa tratar a criança corretamente.

Hoje em dia as doenças como sarampo, caxumba e rubéola são evitadas através das vacinas obrigatórias nos primeiros anos de vida e ao contrário dos tempos antigos essas doenças deixaram de ser comuns entre as crianças brasileiras. Qualquer doença deve ser tratada com um profissional especialista e nunca poderá fazer alto medicações para que não piore a situação.

Sinais e Sintomas da Artrite Reumatoide – Artrites ou Atrozes?

A artrites reumática é uma doença auto-imune, isso é, são suas próprias defesas do corpo que agem para combater equivocadamente alguma parte do seu corpo como se esse fora um “inimigo”, resultando em uma destruição de tecidos pelo próprio sistema imune que nesse caso atacam as membranas sinovial que cobrem as articulações provocando assim as inflamações, a mesma que provocam as dores e sem um tratamento essa inflamação pode passar a complicar ossos, ligamentos e tendões. Por isso hoje vamos ressaltar como identificar a artrites o quanto antes possível, já que é possível identificar os primeiros sintomas da artrites reumática nas primeiras semanas.

Sinais e Sintomas da Artrite reumatoide

Levantar pela manha com as articulações endurecidas

Do mesmo modo que acontece com pessoas que sofrem de artrose esse mal-estar de rigidez matinal nas articulações pode durar em media uns 30 minutos, ja se no caso se trata de uma artrite reumatoide essa sensação com leves dores pode prolongar por horas. Além de sentir as articulações doloridas as mesmas podem se apresentar inchadas e febril.  A medida que vão passando as horas a pessoa ao se mover faz com que as dores desapareçam e as articulações voltam ao seu estado normal. Por isso que as pessoas que sofrem de artrite reumatoide passam mal pela noite, com o corpo em repouso, as articulações tendem a intensificar as dores.

Dores e inchaços nos dedos das mãos

Essas primeiras sensações incomodas são sintomas denominadas pelos médicos como poliartrite simétrica a mesma futuramente se espalha a outras partes do corpo. A artrite reumatoide normalmente se manifesta primeiramente em articulações pequenas como nas articulações das mãos, ainda que também podem surgir nos cotovelos, joelhos, tornozelos, pés, ombros, coluna cervical. No começo as dores podem não passar de um simples mal-estar

Sentir-se sempre cansado e febres constantes

Parece não ter nada a ver, mas por incrível que pareça, a rouquidão sem mesmo ter mucosas, formigamento nos pés e moas, boca seca e nos olhos também são sintomas da artrites.

Diagnostico: artrites ou atrozes ?

É comum as pessoas confundirem artrites com atrozes, quando consultamos ao medico por dores articulares em geral “como: joelhos, punhos e ombros” que não foi causada por  nenhum traumatismo, o medico examina se as dores se trata de uma atrozes (desgaste das articulações) ou se é uma artrites (inflamação).

Para diagnosticar a diferença da atrozes com artrites, basta fazer um simples exame onde se comprova si há determinadas partículas no sangue (VHS, proteína C-reativa e fator reumatoide) essa aumenta a inflamação. Se o caso se trata de uma artrites os resultados serão elevados, o que se descarta a possibilidade da atrozes.

Fonte: www.mdsaude.com

O que é a miopia? “Causas e Tratamentos”

Miopia não passa de um distúrbio, porém, visual, ou seja, a mesma afeta a sua visão prejudicando a focalização da imagem antes de chegar a famosa e conhecida retina. Geralmente quem tem miopia enxerga normalmente imagens e pessoas próximas e etc… Porém, em distâncias um pouco maiores, a pessoa que sofre de miopia começa a ver as coisas desfocadas, embasadas. 

O que causa a miopia? Poucas pessoas sabem, mas, um grande período de tempo focalizando imagens próximas, por exemplo, fazer uma leitura em um prolongado tipo de tempo em distância mínima provoca a miopia.  Como também a falta de luz solar pode provocar a doença. Felizmente os sintomas da miopia são bem pequenos, e no começo do estágio do distúrbio raramente a pessoa percebe a miopia.

A imagem abaixo representa um exemplo de como pode enxergar uma pessoa que sofre de Miopia

Tratamentos para a Miopia

Felizmente a medicina e a ciência esta muito avançada atualmente, sendo na maioria das vezes reversível o distúrbio visual, o tratamento e a cura da Miopia podem ser feito via lentes de contato negativas, ou seja, que deslocam o foco principal para trás, ou, caso necessário, através de cirurgias, que são simples, diga-se de passagem, e não duram geralmente mais do que uma hora. Na China, um dos países mais desenvolvidos do mundo, são usados alguns métodos nada convencionais para o tratamento
e quem sabe a cura da miopia, lá é usada yoga para aliviar a tensão de pessoas com miopia, ajudando assim no tratamento do mesmo e etc…

Ou seja, resumindo, miopia é simplesmente quando você não enxerga de longe. Já que estamos falando de visão, vale frisar que também existe a Hipermetropia. Que é praticamente o contrário da Miopia. A Hipermetropia afeta pessoas que enxergam de perto, pessoas que tem Hipermetropia enxergam muito bem de distâncias grandes. Felizmente em ambos os casos existem tratamento eficazes para estes distúrbios visuais. Que não é nada raro no Brasil e no mundo, diga-se de passagem. Atualmente dezenas de centenas de milhares de pessoas sofrem com a miopia no Brasil e no mundo.

Ai vai de cada um tratar da melhor maneira possível e da maneira que melhor se achar necessário, seja com cirurgia, lentes negativas e/ou até óculos dos mais variados modelos. Também existe o Astigmatismo, que é a junção da Miopia com a Hipermetropia. O Astigmatismo é a visão embasada, distorcida em toda e qualquer distância, sendo um pouco mais complicada a sua cura, porém, poderá ser tratada com sucesso, tamanha o avanço da medicina e da ciência atualmente.

Hipocondria: como posso identificar? “sintomas e tratamento”

Hipocondria: como posso identificar? É comum encontrarmos pessoas que tomam remédio por qualquer coisa! Isso parece normal, mas é preciso tomar cuidado com a hipocondria! A hipocondria é uma doença que leva a pessoa a tomar remédios e mais remédios acreditando que tem uma doença, mas não tem.
O hipocondríaco é ansioso, às vezes depressivo, e está sempre se auto-avaliando e verificando. Segundo Kiguel, uma característica muito importante é que ele duvida dos médicos e dos diagnósticos: o paciente vai ao médico, o profissional tranqüiliza e diz “isso é uma dor normal, uma cólica que a mulher tem todos os meses”, e a pessoa continua, mesmo assim, a achar que tem algo mais grave – acrescenta Kiguel.”

Sintomas da hipocondria

A hipocondria passa a dominar o pensamento e a pessoa passa a se sentir incompreendida e achar que ninguém se importa com a “doença” dela. O maior problema no meio disso tudo é que uma pessoa com hipocondria, não reconhece isso, impossibilitando um possível tratamento. Uma das grandes características do hipocondríaco é a necessidade de automedicar-se e a encontrar o seu próprio diagnostico dizendo ter doenças que não simplesmente não existem, mas que a imaginação tem o poder de fazer ele sentir todos os sintomas.

Tratamento hipocondria

A cura é muito delicada, é preciso algumas seções de terapia e acompanhamento. Mas como o hipocondríaco não reconhece que precisa de ajuda, é preciso uma ajuda da família e dos amigos.
Como curar a hipocondria ? “A psicoterapia é a oportunidade para aprender a reinterpretar os sintomas da hipocondria e substituir os pensamentos disfuncionais por outros mais adaptados.
A psicoterapia tratará principalmente da ansiedade, Identificará sua fonte e fornecerá formas eficientes de lidar e superar a ansiedade.
A pessoa poderá identificar o que a tornou hipocondríaca e perceberá que ela “precisou” da hipocondria para sentir algum alivio, mas que este alivio nunca chegou pois a hipocondria a fazia entrar num circulo vicioso.”(fonte)
Então se você conhece alguém assim corra para ajudar!

Cãibras Musculares – Causas, Sintomas e Como Prevenir

As cãibras musculares são contrações involuntárias e dolorosas de um músculo esquelético, elas acontecem com mais frequência durante a noite e em pessoas que fazem exercícios físicos de forma exagerada que não possuem condicionamento físico adequado, pode acometer diversas pessoas.

Causas

A cãibras podem ser causadas por diversos fatores como: atividade física com grande esforço, desidratação, gravidez, fratura óssea, deficiência de vitamina B1, B5 e B6, Insuficiência Venosa e Varizes Nas Pernas, doenças Neurológicas, alteração metabólicas como diabetes, falta de cálcio e magnésio Na alimentação, Hipotireoidismo, alcoolismo e hipoglicemia e outros diversos fatores.

Sintomas

O sintoma mais comum é a dor que ocorre nos músculos da batata da perna com sensação de prender e de descida do músculos fazendo com que eles fiquem duros. As cãibras podem ocorrer também nos músculos anteriores e posteriores da coxa, pés, mãos, pescoço e abdômen. Na hora que você sentir que ta dando cãibra e o músculo está endurecendo o ideal e esfregar com a palma da mão no local da cãibra para esquentar para diminuir a dor.

Como Prevenir

As maiores causas da cãibra é a carência de nutrientes no organismo principalmente o magnésio encontrado nos vegetais verdes escuros como o couve, espinafre, agrião, feijão, cereais integrais e outros. Outra forma de prevenir a cãibra é comer alimentos ricos em potássio como banana e batata não descascada, com dicas simples você se livra das indesejáveis cãibras.

Hipertensão Arterial, Sinais e Sintomas e Prevenção

A Hipertensão Arterial é uma doença cronica determinada por elevados níveis de pressão sanguínea nas artérias, fazendo com que o coração faça um esforço maior do que o normal para que o sangue circulo através dos vasos sanguíneos. É dado como hipertensão quando a pressão sanguínea for igual ou superior a 140/90 mmHg.

Classificação

A hipertensão é classificado em hipertensão primária ou secundária onde 95% dos casos são classificados como hipertensão primária, que não tem causa médica identificável o porque da elevação sanguínea, o outros 5% dos casos são motivados por transtornos que afetam os rins, artérias, sistema endócrino e coração.

Sinais e Sintomas da Hipertensão

Dores de Cabeça Na Parte Posterior Pela Manhã
Sensação de Desmaio
Vertigens
Zumbidos
Distúrbios Na Visão
Episódios de Desmaio

Prevenção

Manter o Peso Normal do Corpo, Reduzir o Consumo de Sal, Praticar Atividade Física Regularmente, Evitar o Consumo de Álcool, Manter Uma Alimentação Rica em Frutas e Vegetais. As alterações do estilo de vida irão melhorar sua qualidade de vida lhe proporcionando uma vida mais saudável e tranquila sem que você sofra com sintomas indesejáveis, quando feitas correctamente, podem baixar a pressão arterial em valores idênticos aos obtidos com medicação. A combinação de duas ou mais alterações pode produzir resultados ainda melhores

  • manter o peso normal em adulto (i.e. índice de massa corporal de 20–25 kg/m2);
  • reduzir o consumo de sódio para <100 mmol/ dia (<6 g de cloreto de sódio ou <2,4 g de sódio por dia);
  • praticar actividade física aeróbica de forma regular, como caminhar a pé (≥30 min por dia, a maior parte dos dias da semana);
  • limitar o consumo de álcool a 3 unidades por dia em homens e 2 unidades por dia em mulheres;
  • manter uma dieta rica em fruta e vegetais (pelo menos cinco porções por dia).

Perguntas que você deve fazer ao seu médico para entender melhor a Hipertensão Arterial

  1. O que é pressão alta?
  2. Qual o nível da minha pressão?
  3. Devo fazer verificação da minha pressão em casa?
  4. O que pode me acontecer se eu não tratar a pressão alta?
  5. Quais os efeitos colaterais do tratamento?