Dicas para tratar cães com insolação!

Cães com insolação – pra quem pensou que insolação era só em seres humanos, se enganou! Os cães também podem sofrer com o sol muito forte e o pior é que a insolação em cães, embora seja uma doença muito grave, não demostra muito sintomas e é aí que mora o perigo. Perceber o problema é fundamental para a cura, portanto, preste atenção nas dicas e fique atento aos sintomas.

cachorro-na-praia

Sintomas de Insolação:

  • Perceba se o seu cão está repirando forte demais.
  • Sinta a temperatura através do nariz. O nariz deve estar sempre molhado e geladinho.
  • Observe se esta sentindo sede fora do normal.
  • Muita fraqueza.
  • Vômito.
  • Inquietação.
  • Falta de ar.
  • Desmaio.
  • Babar sem parar.
  • Batimentos acelerados.

Primeiros socorros 

Para realizar os primeiros socorros é necessário que se faça compressas com água fria pelo corpo do animal, que leve-o a um lugar bem fresco, de preferência com ar condicionado e uma medida muito importante: dar banhos frios no seu cão (nunca use água gelada pois você corre o risco de causar um choque térmico no animal).

Cuidados para evitar o problema:

Evite expor seu cão ao sol forte dos dias de verão! Prefira passear com ele no final do dia ou pela manhã, os animais sofrem e muitas vezes não conseguimos perceber o motivo. Leve sempre uma garrafa de água fresca para dar ao cão durante os passeios e caminhadas, isso deixará o animal hidratado e mais saudável. O sol forte não faz bem pra ninguém e é bom evitarmos o máximo que conseguirmos.

DICAS PARA EVITAR E CUIDAR DAS QUEIMADURAS DO SOL

No verão as pessoas vão para a praia em busca de um bronzeado bonito mas sempre se esquecem de proteger a pele dos raios solares que são totalmente prejudiciais a pele e ainda podem ganhar incômodos na pele queimada como os vermelhões que ardem e muito. Apesar de ser bom tomar para ter uma cor bonita ou para ajudar na saúde os cuidados com o sol são essenciais e sempre é preciso que as pessoas usem um bom bronzeador com protetor solar e muito cuidado com a incidência de raios UV, pois nessa época esta muito alta principalmente entre 9:00 e 16:00 horas por isso é recomendável evitar ter contato com o sol nesses horários. Saiba como evitar e cuidar das queimaduras do sol:

garotas-na-praia

Foto divulgação: Queimadura solar

Como evitar e tratar as queimaduras de sol

Se a pessoa for acostumada a estar exposta ao sol sem usar nenhum tipo de produto que realmente proteja sua pele estará sujeita a apresentar um avanço no envelhecimento de sua pele e com o decorrer do tempo poderá surgir manchas ao longo da pele que mais se expõe aos raios solares, em alguns casos esse descuido pode ter um preço muito caro e pode ser o causador de câncer de pele. Siga algumas dicas para que não se prejudique com a exposição ao sol.

queimadura-solar

Queimaduras de sol – Como evitar

  1. Nunca use bronzeadores caseiros que prometem um bronzeamento rápido principalmente se conter em sua formula o limão, pois em contato com o sol pode dar queimaduras de até terceiro grau;
  2. Para ter um bom bronzeado não queira ficar com o tom de pele desejado em apenas um dia, o melhor é se bronzear aos poucos e não se exponha mais que 30 minutos, mais que isso pode ser prejudicial;
  3. Para quem já está com a pele queimada e esta com desconforto a melhor coisa é recorrer as loções pós sol que ameniza diminuindo o desconforto, evite tomar banhos quentes e sempre mantenha a água em temperatura ambiente, use pouco sabonete para não ressecar a pele e não passe álcool pois pode acabar irritando ainda mais a pele;
  4. O que também pode ajudar a diminuir o desconforto é passar no corpo uma mistura de água com amido de milho e se hidratar com bastante água;
  5. Nunca esqueça de passar o bloqueador solar, pois quanto mais clara for a pele da pessoa maior é o fator solar do protetor que pode variar entre 8 e 60;

O melhor de curtir um dia ensolarado é saber que está protegido.