by

Lojas Virtuais “Não Recomendadas” pelo PROCON

Para aumentar a segurança nas compras virtuais e para diminuir o risco de cair em golpes pela internet, o Procon-SP divulgou na segunda-feira (22 de abril) uma lista com lojas virtuais não confiáveis e acrescentou mais 71 lojas às 204 que já foram divulgadas anteriormente. Essa seleção de sites de lojas virtuais não recomendados começou a ser feita em 2011 devido ao crescimento de compras realizadas pela internet e as várias reclamações de produtos não recebidos, com isso o Procon ajuda a prevenir diversos transtornos aos consumidores.

Conheça quais são as lojas virtuais não confiáveis

logo-do-procon

O interessante é que nesta lista também consta os sites que ainda estão no ar e os sites que já foram removidos e que estão fora do ar, também é informado o número do CNPJ ou de CPF e razão social de cada loja. Normalmente o Procon-SP recebe as reclamações dos consumidores que não receberam o produto e que não conseguiram resolver o problema pois não conseguem entrar em contato com o responsável pela loja virtual ou sofrem com situações parecidas. Quando recebem essas reclamações, o Procon denuncia esses casos ao DPPC (Departamento de Policia de Proteção a Cidadania) e ao CGI (Comitê Gestor da Internet), mas é muito difícil detê-los por não possuírem cadastros nos órgãos oficiais. Para evitar todos esses transtornos é essencial que as pessoas consultem a lista antes de realizar qualquer compra pela internet, principalmente se acabou de conhecer a loja virtual.

Para eliminar qualquer dúvida relacionada às compras pela internet e como proceder se você enganado por uma dessas lojas fraudulentas saiba o que fazer, confira o Guia de Comércio Eletrônico disponibilizado pelo Procon-SP e também poderá visualizar todas as 275 lojas virtuais não confiáveis neste link: www.procon.sp.gov.br/pdf/acs_sitenaorecomendados.pdf.

Comentários

Envie seu comentário