Medicamentos que podem causar aborto

Não é um tema agradável e muito menos popularmente conhecido, mas perder um bebê por um aborto espontâneo é algo que preocupa qualquer mulher que deseja mais que tudo ter seu filho. Estima-se que entre 10-25 por cento das gestações terminam em abortos espontâneos e na maioria dos casos a causa é desconhecida, o que gera uma frustração para muitas mulheres que acabam se sentindo impotentes porque não sabem como evitar um segundo ou terceiro aborto espontâneo. Entre algumas das causas do aborto espontâneo, vamos abordar nesse artigo o cuidado que toda gestante deve ter ao se automedicar. Por isso é muito importante saber quais são os medicamentos que podem causar aborto espontâneo. Confira baixo uma relação de medicações que podem duplicar o risco de aborto.

gravida

Esses medicamentos devem ser evitados ou mesmo descartados durante os primeiros meses de gravidez, quando o risco de aborto é maior.

  • Aspirina e salicilatos
  • Naproxeno e Ibuprofeno
  • Pitocin ou ocitocina
  • Óleo de rícino
  • Mifepristone e Misoprostol

Mulheres que tomam medicamentos para condições crônicas devem buscar uma orientação medica, em muitos casos é necessário interromper certos tratamentos para não interromper a vida do bebê.

 

Comentários

Envie seu comentário