O ambiente político para o marketing internacional

O ambiente político de um país precisa ser minuciosamente avaliado quando uma empresa pretende entrar nele para vender seus produtos. Muitas sãos as barreiras que uma organização vai enfrentar para expandir seu mercado para o mercado global e tornar-se internacional, dentre elas estão o ambiente competitivo, o ambiente legal e o ambiente cultural. Para que o comércio internacional tenha segurança e estabilidade, as empresas procuram duas características muito importantes, tais como liberdade política e liberdades democráticas. Isto acontece porque poucas são as empresas que querem investir em um ambiente político instável, que não respeita contratos e onde há muitos golpes de estado e simplesmente o governante está acima da Lei. E a empresa que se propõe a entrar em ambientes assim buscam proteger o seu investimento garantindo um rápido retorno do capital. E como a concorrência neste tipo de local instável é bem baixa, também há aquelas que usam este motivo para tentar arriscar.

marketing-internacional

Ambiente competitivo

O que acontece é que em alguns países são criadas leis que favorecem os fornecedores locais e criam barreiras alfandegárias ou subsidiam produtos nacionais. É como os Estados Unidos que criam barreiras de impostos tão grandes sobre o suco de laranja brasileiro, que este passa a ser mais caro naquele país. Isto é feito porque os preços do suco de laranja que são produzidos internamente nos EUA não podem competir com o brasileiros, então há uma tentativa de protecionismo para proteger os fornecedores locais. Por causa de práticas assim é que foi criada a Organização Mundial do Comércio (OMC), que tem o objetivo de julgar causas desses tipos, que muitas vezes são consideradas abusivas. Após um período de discussão, a OMC pode pedir sanções comerciais contra o país perdedor. Entenda por país perdedor como aquele que, após receber queixas de empresas de outros países sobre sua prática de comércio, teve seu método visto como abusivo.

Ambiente legal

Cada país tem a sua lei especifica a qual as empresas tem que se adaptar. Uma lei imposta aqui no Brasil pode ser diferente lá nos Estados Unidos, então os profissionais de marketing precisam estar atentos ás leis de cada país e a uma possível mudança nas mesmas. Tomamos como exemplo a Holanda, onde as empresas precisam estar registradas na câmara do comercio e fornecerem detalhes da sua atividade. Já na China, não há leis que protejam patentes e, por consequência disto, os produtos podem ser facilmente copiados. É por isso que há tantos importados chineses por aí. Na índia eles obrigavam que cada produto alimentício tivesse sua fórmula mostrada, por isso a Coca-cola ficou longe daquele país por 16 anos, até que a lei mudou.

Ambiente cultural

E é lógico que a cultura tem um impacto muito grande nesta questão de ambiente político também. Cada país tem suas diferenças e um povo que consome um produto pode consumir produtos diferentes dos demais, além de terem comportamentos totalmente diferentes, tal como é no Japão, onde a cooperação é enfatizada, mas nos EUA o que é enfatizado é o individualismo.

Prestar atenção no ambiente político de cada país é demasiadamente importante para fazer marketing internacional. O ambiente político deve ser muito bem analisado antes de uma empresa entrar em um país diferente para expandir os seus negocios.

Comentários

Envie seu comentário