Os fatores que influenciam para Colocar Preço no Produto

Para colocar preço no produto, a empresa necessita avaliar alguns fatores primordiais. Estes fatores são o curso real do produto, o concorrente, o cliente e o Elo de valor. Quando estes fatores são avaliados, aí sim a empresa poderá, de maneira mais acertada, colocar preço no produto que comercializa.

Nenhuma empresa determina o valor de seus produtos para o mercado “do nada”, elas precisam entender certos comportamentos e fatores externos que interferem na hora de dizer que o produto X vai custar Y. Colocar preço no produto não é uma tarefa relativamente simples, pois todos os fatores precisam ser bem conhecidos, pois caso uma empresa determine um valor muito aquém, terá prejuízos e possivelmente terá que aumentar os preços em pouco tempo e isso afetará o bolso do consumidor dos seus produtos. Da mesma forma, se a empresa precisa diminuir muito o preço de determinado produto, poderá fazer com que seu cliente pense que este ficou desvalorizado. Com base nestes argumentos, fica fácil entender porque um estudo do mercado e dos fatores citados no primeiro parágrafo deste texto são tão importantes na hora de se colocar preço no produto de uma empresa.

Custo real do produto

como-colocar-um-valor-em-produtosO custo real do produto é um fator interno e que a empresa tem maior controle. Diz respeito ao que uma empresa gastou para produzir determinado produto. Por exemplo: Tomamos como base uma empresa de produção de cd-rom virgens. Esta empresa terá gasto com a matéria prima, com as máquinas de produção, com o salário dos colaboradores, com a energia elétrica, com o aluguel do prédio de funcionamento, com as embalagens, etc, etc. Todo este gasto terá de ser calculado para saber qual o valor real do custo de produção de um único cd-rom virgem. Então digamos que um cd-rom custe 30 centavos para produzir, a empresa poderá vende-lo por 50 centavos e ter uma margem de lucro de 20 centavos com cada cd-rom.  Acho que deu para entender o que é o custo real de um produto.

Concorrente

O produto, para ser competitivo no mercado, precisa estar com um preço na média do mesmo. Se o concorrente X cobra 30 reais em um produto e o concorrente Y cobra 35 reais, então a média do mercado é algo em torno de R$ 32,50 (trinta e dois reais e cinquenta centavos) e este valor precisará ser conhecido para colocar um preço competitivo no produto.

Cliente

O cliente precisa ter dinheiro para pagar o produto. Por exemplo: Ninguém faz carros de luxo para a população carente das comunidades, pois este público não poderia pagar. Então a empresa precisa fazer pesquisa entre os seus potenciais consumidores para saber quanto eles estão dispostos a pagar por determinado produto/serviço.

Elo de valor

Diz respeito a intensidade do consumidor de adquirir o produto e vai muito além do preço ser justo ou não. Por exemplo: Se houver escassez de comida em determinada região, o cliente estará disposto a pagar bem mais caro para obter o alimento, pois o elo de valor na cabeça do consumidor será maior. O mesmo se dá em leilões, onde peças que não custariam tanto, são vendidas por verdadeiras fortunas, já que estas tem um elo de valor maior para seus compradores.

E estes foram os fatores que podem influenciar no preço de um produto.

Comentários

Envie seu comentário