Tire as dúvidas sobre a Vacina HPV

“Cada menina é de um jeito, mas todas as meninas precisam de proteção” esse é o slogan da campanha de vacinação contra o HPV, a ação é destinada a meninas de 11 a 13 anos. A vacina será distribuídas em postos de saúde, escolas da rede pública e privada. A meta inicial da primeira vacina é vacinar pelo menos 80% do público-alvo. Elaboramos abaixo algumas perguntas frequentes sobre a vacina contra HPV, confira:

sobre a vacina contra HPV

Presidenta Dilma lança vacinação nacional contra HPV

Para que serve a vacina HPV?

O HPV é um vírus transmitido facilmente por meio de relações sexuais pelo contato direto com mucosas ou pele infectadas. Normalmente o organismo de contagiados elimina espontaneamente o vírus, mas não descarta a possibilidade de desencadear complicações, como por exemplo o câncer de colo de útero. A vacina distribuída pelo governo é a mias eficaz contra esse tipo de vírus, sua ação é deixar as mulheres mais imunes ao vírus HPV.  O objetivo principal é prevenir o câncer de colo do útero.

Qual a idade para vacinar?

A primeira vacina será aplicada em meninas de 11 a 13 anos, quem tomar essa primeira vacina deverá tomar outra depois de 6 meses e para reforçar depois de 5 anos. Se a menina vai completar 14 anos e a vacina ainda não chegou na sua escola, comenda-se buscar um posto de saúde para assim não perder a oportunidade de tomar a vacina gratuitamente, já que em hospitais particulares essa mesma vacina custa em torno de R$ 500 reais.

Em 2015, serão vacinadas as meninas de 9 a 11 anos e a partir de 2016, serão vacinadas as meninas de 9 anos de idade.

Tem que levar o cartão de vacinação?

Sim. Para garantir um certo controle, é necessário apresentar o cartão de vacinação ou um documento de identificação.

A vacina previne a todas as doenças sexualmente transmissíveis?

Não! A vacina quadrivalente contra HPV, não protege contra todas as DST sendo assim extremamente importante manter a ideia para as adolescentes que elas terão que usar preservativos em futuras relações sexuais, já que a vacina não previne a doenças mais serias como o HIV, sífilis, hepatite B, etc.

A vacina HPV é segura?

Sim! Não existe contra-indicações e tampouco efeitos colaterais preocupantes. Sendo assim a vacina não é perigosa para ninguém!

Como explicar pra minha filha sobre a vacina, se nunca conversamos sobre sexo e DST?

Se você nunca abordou tais temas com sua(s) Filha(s), não se preocupe tanto pois a campanha também dará palestras nas escolas explicando um pouco mais sobre HPV e como se proteger. Se a adolescente perguntar algo diga que a vacina é para protegê-la no futuro, quando ela se tornar uma mulher.

Comentários

Envie seu comentário