by

Velocidade da caminhada pode influenciar na expectativa de vida

Com a expectativa de vida cada vez maior entre as pessoas do Brasil, muito mais idosos idosos tendem a se exercitar para buscar uma qualidade de vida melhor, com isso também se esforçam para parar de fumar e começam a ter uma boa alimentação. Para os idosos o melhor é fazer caminhada que traz uma ampla gama de benefícios tais como o exercício da mente, a concentração, a musculatura e impede que entre em depressão afinal com uma boa saúde ficam bem com a vida.

Ritmo da caminhada pode aumentar longevidade

viver-mais

Para o idoso é muito prazeroso caminhar por estar em contato com a natureza ou com outras pessoas, isso ajuda a controlar a pressão arterial e diminuir o risco de infarto do miocárdio e também o sistema imunológico diminuindo o risco de gripes e outras infecções. Há casos em que a caminhada é um importante para auxiliar na recuperação de quem sofreu de AVC (acidente vascular cerebral ) o popular derrame e também no controle da diabetes.
Não é só caminhar quando vai ao mercado ou padaria, tem que ser uma hora que se tem somente para isso e que seja no mínimo uns 30 minutos diários dando preferência para ambientes como os parques e lugares com pouco movimento.

Segundo pesquisas feitas no Concord Hospital, há estudos comprovando que os idosos que fazem uma caminhada de forma mais acelerada obtém uma expectativa de vida muito maior que os idosos que andam mais devagar. O ideal é caminhar pelo menos 3 km por hora para que a vida seja prolongada.

Antes de sair é indispensável passar por uma consulta de um médico geriatra e fazer os exames necessários. É obrigatório o uso de um tênis com os recursos necessários nas caminhadas para que cada passo seja benéfico. O alongamento também é muito importante antes e depois da caminhada para evitar lesões nas juntas e nos músculos. A caminhada deixa o idoso mais disposto e assim proporciona uma melhor qualidade de vida física e mental.

Comentários

Envie seu comentário