O Poder das Dimensões Culturais nos Negócios

Muito se tem falado sobre dimensões culturais na hora de entrar em um novo país para fazer as suas operações. Sabe-se que é muito diferente você ter um negócio na China e outro nos Estados Unidos, mesmo que seja do mesmo ramo de mercado. A cultura de um país interfere diretamente na maneira como consomem, como vão ao shopping center, como fazem negociações, como tratam as pessoas, ou seja, em tudo a cultura interfere. Dificilmente poderá ser transportado um modelo de negócios de um país para o outro sem fazer alguma alteração por causa das dimensões culturais diferentes de ambos.

Teoria das Dimensões Culturais

Dimensoes-Culturais

Segundo o antropólogo Geert Hofstede, as culturas das nações podem ser listadas em 4 diferentes, tais são elas:

Distancia de poder

A sociedade tem uma distribuição de poder desigual. Essa distancia de poder é uma das dimensões culturais que tratam de analisar até que ponto a sociedade aceita esta distribuição de poder do jeito como se apresenta.

Cultura Individual

Existe um grau de integração de grupos e indivíduos na sociedade e a cultura individual reflete esse grau. Quando a cultura é individual, as pessoas tendem a se preocupar mais consigo mesmo e com sua família. Quando a cultura é coletiva, as pessoas estão integradas em grupos coesos.

Masculinidade e Feminilidade

No campo das dimensões culturais sob o ponto de vista da masculinidade, o papel dos homens é se preocupar com a questão material e as mulheres precisam cuidar da casa e dos filhos. Mas sobre o ponto de vista da feminilidade, tanto homem e mulher tem papéis iguais.

Aversão ao risco

Em muitas sociedade o risco é algo impensável. Os japoneses, por exemplo, só fazem negociações depois que conhecem bem a outra parte, pois isto minimiza o risco. Já em outras sociedades o risco é aceitado de forma natural e pode ser até um “algo a mais” para incentivar uma empreitada nova.

Assim como existem as dimensões culturais diferentes, existe também a necessidade do profissional de marketing perceber as necessidades de cada cultura, pois senão os negócios não vão prosperar como deveriam, ou talvez nem prosperem absolutamente nada. Mas a questão é que quem trabalha com marketing precisa deixar de lado suas experiências culturais e olhar sob um ponto mais objetivo para a outra cultura. Para isto pesquisadores dividiram em 4 passos a resolução de um problema cultural de um país para outro:

  1. Definir o problema segundo hábitos e normas do país de origem;
  2. Definir o problema segundo hábitos e normas do país de destino;
  3. Isolar a influencia do critério de auto referência, ou seja, tirar o seu modo cultural de ver as coisas;
  4. Redefinir o problema e resolvê-lo segundo o critério do país de destino.

Feito estes 4 passos é possível entender melhor as dimensões culturais de um novo país onde se quer realizar negociações.

Lembrando que alguns produtos precisam ser adaptados na hora que entrarem em um novo mercado regional, principalmente no que diz respeito a ramos alimentícios. Mas outros não precisam mudar nada, tais como são os chips de computadores, que serão usados da mesma forma em qualquer lugar do mundo.

As dimensões culturais precisam ser muito bem conhecidas na hora de expandir uma empresa para um mercado externo, ou seja, em outro país.

As Oportunidades e Ameaças de uma Empresa Precisam ser Enxergadas

As oportunidades e ameaças de uma empresa estão aparecendo constantemente no mundo dos negócios, pois a todo momento acontecem fatos que podem abalar positiva ou negativamente o andamento dos negócios de uma organização. O problema é que muitos gerentes, principalmente os da parte de marketing, ficam acomodados e não querem muitas vezes enxergar o que está bem à sua frente e aceder a certas oportunidades vantajosas e fugir ou resolver as possíveis ameaças que se fazem presente.

Poderíamos dizer que as oportunidades são como uma mão que está estendida para ajudar a empresa e as ameaças são uma mão pesada que, se a empresa não estiver estrutura, vai acabar afundando-a. Então é bom que a empresa saia da sua rotina para identificar oportunidades e ameaças e que venham a ser perguntar: “Quem somos nós?”, “Que oportunidades e ameaças podem surgir e que nós ainda não nos demos conta?”. Simplesmente muitas empresas vão à falência devido a falta de preparo para identificar oportunidades e ameaças e isto é muito ruim.

As oportunidades e ameaças não surgem do que é feito agora, na rotina da empresa, mas sim de uma prevenção para o futuro. Então é preciso que o profissional de marketing olhe além do seu tempo para identificar possíveis oportunidades ou possíveis ameaças e ter uma reação proativa com relação às mesmas.

empresas-de-sucesso

A oportunidade é muitas vezes o que a organização precisa para entrar em um novo nicho de mercado ou até mesmo utilizar novas tecnologias ou novas formas de financiamento, enfim, as oportunidades podem surgir dos mais diversos lugares e aspectos de uma organização e fora dela também. Da mesma forma acontece com as ameaças, que precisam ser previstas. É certo que muitas ameaças, como catástrofes naturais, as quais geram muitas perdas e prejuízos para as empresas, não podem ser previstas ou prevenidas, mas os fatores que podem devem ser vistos com grande consideração, pois uma ameaça pode ser a destruição de uma empresa se ela não for identificada e o problema solucionado a tempo.

Até mesmo uma mudança mínima pode gerar oportunidades ou ameaças, tais como:

  • Uma mudança pequena nos preços: Exemplo – O seu concorrente muda o preço dos produtos semelhantes para um pouco mais baixo e os seus clientes são atraídos para ele, fazendo com que seus lucros diminuam.
  • Uma nova tecnologia: Exemplo – Algo que você não se atualizou e acabou perdendo espaço no mercado. Já imaginou se a Samsumg não tivesse acompanhado o crescimento dos smartphones? Ela iria à falência sem duvidas.
  • A entrada de um concorrente: Exemplo – Você tem uma pequena padaria, aí abre uma padaria nova no fim da rua e seus clientes que moram mais perto dela começam a se dispersar para lá, mesmo que os preços sejam semelhantes.
  • Mudanças de políticas no governo: Exemplo – A lei seca deve ter influenciado muito na queda de venda de bebidas de pequenos comerciantes de beira de estrada. Assim como a proibição da veiculação de publicidade na TV para empresas de cigarros.

Então é preciso estar antenado nas oportunidades e ameaças, senão a empresa pode perder muito com isso.

Monte seu negócio em casa com pouco dinheiro – Dicas de negócios

As donas de casa ou as pessoas que preferem criar seu próprio negócio a partir de casa para não ter a obrigação de bater ponto no emprego ou que sempre querem ter tempo para dedicar-se a família mas precisa de algo para ganhar uma grana extra trabalhando em sua própria residência poderão gostar das boas dicas de negócios descritos abaixo. São atividades que podem ser iniciados com um investimento baixo e que podem fazer muito sucesso com a divulgação entre amigos, visinhos ou familiares.

trabalhar-em-casaPoderá aproveitar-se de suas habilidades e ganhar dinheiro por isso, cobrando por produto ou serviço prestado. As oportunidades são inúmeras mas é preciso que tenha otimismo, persistência e paciência para esperar ver seus resultados chegarem, também é preciso saber administrar seus gastos e ganhos corretamente para que não tome prejuízo e tenha que suspender suas atividades cedo de mais. Sempre que puder invista em novos recursos ou em coisas extremamente necessárias para que o sucesso de seu negócio se prolongue e ganhe novos clientes toda semana.

Minha casa, meu negócio!

– Venda de comida: Se você sabe cozinhar bem e faz salgados, refeições ou até mesmo sabe fazer doces deliciosos pode começar a comercializá-los através de encomendas ou a ‘pronta entrega’, com o tempo pode disponibilizar meios de transporte e até mesmo ampliar a produção desses alimentos. Se gostar de fazer isso e caprichar suas vendas poderá crescer bastante;

– Cursos: Poderá dar aulas em sua casa ensinando idiomas, matemática e outras matérias de escola, informática, reparos em computador, música, costura, maquiagem, etc. Além de cobrar pela hora da aula poderá colocar seus conhecimentos em prática;

– Vendedor (a) de roupas e cosméticos: Poderá vender roupas para diversos tipos de pessoas como homens, mulheres e crianças indo até a casa do cliente ou convidando-os a irem até sua casa. Os cosméticos são produtos bem vendidos em qualquer parte do mundo e podem render um bom lucro. Vendedores assim caem como uma luva para pessoas que não tem tempo de ir até a loja mas gostam de gastar.

5 dicas de negócios para os jovens empreendedores

A maior parte da população jovem gostaria de ter sua própria empresa, de ganhar dinheiro fazendo o que gosta e sendo o seu próprio patrão. A juventude tende a ser mais motivada por ter condições de se arriscar mais sem medo de fracassar e em muitos casos a idéia pode dar certo garantindo um futuro promissor fazendo com que sua empresa crescer rapidamente. Antes de qualquer coisa é preciso ter algum conhecimento dos serviços que prestará para que a empresa possa crescer, é preciso que tenha motivação e saiba administrar bem os gastos ou ganhos para que não corra o risco da empresa fechar sem ao menos completar um ano. Confira abaixo algumas dicas úteis para você que deseja ser um empreendedor:

Dicas de negócios para ganhar dinheiro fazendo o que gosta

jovens-trabalhando

Foto divulgação: Novas tendências de negócios – Jovens empreendedores –

1-     Reparo em computadores: É um tipo de serviço que muita gente precisará com freqüência afinal não é todos que possuem um computador em casa tem entendimento o bastante para repará-lo, por esse motivo buscam alguém que consiga resolver o problema no Windows, formatar o computador, trocar alguma peça ou até mesmo instalar algum programa como também instalar o antivírus;

2-     Loja online: Poderá apostar em uma loja online com um bom design para começar a vender produtos nacionais ou importados tendo um estoque ou fazendo com que o fornecedor estrangeiro mande o produto diretamente para seus clientes. Com o sucesso e facilidade que só a loja virtual proporciona é uma aposta muito lucrativa;

3-     Marketing online: Com os conhecimentos avançados nas redes sociais poderá ajudar as empresas a criarem um espaço de divulgação na internet através do Twitter ou do Facebook para alcançar uma quantidade maior de pessoas. Poderá cobrar por hora e ajudar a empresa a alcançar o seu sucesso;

4-     Desenvolvedor para web: Com tanta oportunidade na internet as empresas não perdem tempo de aparecer na web causando uma boa impressão, para isso contratam desenvolvedores criativos que façam um bom trabalho. Mesmo parecendo algo complicado existem pessoas que aprendem apenas lendo livros ou estudando sozinhas pela internet e conseguem fazer um bom trabalho, poderá cobrar por hora ou pelo grau de complexidade de cada site ou blog;

5-     Freelancer: Poderá ganhar dinheiro com aquilo que mais gosta de fazer ou com o que sabe fazer oferecendo serviços como freelancer para empresas que contrata funcionários nesse tipo de regime. É possível trabalhar a partir de casa e conciliar com outras atividades sem problema algum.

3 ideias de negócios que você pode montar em casa!

O famoso trabalho “home office” é sonho de muita gente, especialmente para as mulheres que sonham trabalhar administrando melhor o tempo pra cuidar dos filhos, da casa e mesmo assim ter uma renda. Trabalhar em casa, ao contrário do que muitos pensam, não é tarefa tão fácil, pois, temos que ter muita disciplina com o horário e com as tarefas. Confira 3 boas ideias para montar seu próprio negocio em casa a fim de ganhar dinheiro sem sair de casa.

mulher-trabalhando-em-casa

1) Fazer lembrancinhas:

Todo evento precisa ser lembrado! Aniversário, casamento, festas executivas, festas de final de ano, dia das mães, dia dos pais, e muitos outros eventos! Trabalhar com a produção lembrancinhas pode ser um ótimo caminho. Veja cursos para aprender a fazer lembrancinhas: Lembrancinhas para festas

2) Estampas em canecas:

As máquina de estampar canecas tem um custo baixo e cabe em qualquer lugar, é uma ótima oportunidade! Veja modelos de máquinas de estampar canecas:

3) Produção de bijuterias:

O mercado dos acessórios cresce  cada dia mais e hoje já existem cursos muito bons que te ensinam a produzir suas próprias peças com exclusividade! Essa é uma ótima ideia pra quem gosta de criar e vender! Veja cursos para aprender a fabricar bijuterias com vídeos tutoriais com a blogueira Mariana Espindola 

A venda de um produto depende muito da divulgação! Invista em bons meios de divulgação para apresentar seu trabalho ao público, a concorrência pode ser grande em um setor, mas sempre terá espaços para bons profissionais. Invista em cursos, em matéria prima de qualidade e em relacionamento com possíveis clientes, manter o contato e apresentar seu serviço é fundamental para o sucesso do negócio.